PREFEITURA RECEBE DA BRK AMBIENTAL E REDE ASTA, 10 MIL MÁSCARAS PARA ALUNOS, FEITAS POR COSTUREIRAS DE TRINDADE

24 de setembro de 2021 - Administração

Máscaras produzidas por 20 costureiras de Trindade remuneradas pelo projeto social Máscara + Renda, de alcance nacional, vão ser entregues aos 12 mil alunos das escolas da cidade. Ao todo serão 30 mil unidades. Dez mil máscaras já foram entregues

Esta semana a Prefeitura de Trindade recebeu da BRK Ambiental  uma doação de 10 mil máscaras faciais de um total de 30 mil fabricadas por costureiras trindadenses através do Projeto Máscara + Renda, iniciativa nacional da Rede Asta. A Secretaria Municipal de Educação entregará as máscaras aos alunos da Rede Municipal de Ensino.

Em Trindade as aulas presenciais retornarão no dia 4 de outubro para os estudantes que optarem por essa forma de ensino. O uso de máscara é obrigatório até nos Cmeis para alunos e para todos os servidores da Educação.

As máscaras faciais estão sendo recebidas pela Superintendência de Ensino e Gestão Pedagógica da secretaria para serem distribuídas às unidades de ensino. Vai ser mais uma ajuda aos alunos, que receberam da Prefeitura também kits com alimentos e material pedagógico durante o regime de estudos não presenciais (Reanp).

Mas, além desse benefício para os alunos, as costureiras que fizeram as máscaras também foram beneficiadas com remuneração, bem-vinda em tempos de trabalho escasso.

A ação do Projeto Máscara + Renda é organizada pela Rede Asta, uma organização que acolhe e ajuda artesãs e costureiras pelo Brasil. Em Goiás, segundo divulgado pela BRK Ambiental, responsável por pagar pelo serviço e encaminhar as doações para instituições sem fins lucrativos, foram escolhidas 20 costureiras de Trindade e 20 de Aparecida de Goiânia.

Elas vão produzir 30 mil máscaras e receber R$ 2.700 cada uma por esse serviço. Para viabilizar a produção, o projeto entregou uma caixa com material para costura e faz, remotamente, o acompanhamento e orientação de todo o trabalho.

A entrega das máscaras seguiu até essa sexta-feira (24/09). De acordo com a superintendente de Ensino e Gestão Pedagógica, Virgínia Bonfanti, com essa parceria será possível à Prefeitura oferecer 15 mil máscaras logo no início das aulas presenciais. A Secretaria, segundo ela, já havia adquirido 5 mil máscaras.

“Graças a essa doação do Projeto Máscara + Renda, a rede municipal retornará às aulas fornecendo máscaras para todos os 12 mil alunos da rede”, explica Virgínia Bonfanti.

Do lado das costureiras, a história de Adriana Coelho, 41, repercute a de 1.900 artesãs brasileiras que passavam por dificuldades no Brasil e  que participaram do Projeto Máscara + Renda, segundo dados da BRK e Rede Asta.

Desempregada, esse foi o primeiro serviço remunerado de Adriana como costureira desde que a pandemia começou, no início de 2020.

Para ela, mais que poder pagar contas do mês, melhorar a auto-estima e ainda ajudar pessoas que não podem comprar uma máscara facial, torna sua participação no projeto muito mais gratificante. “Agora sonho até estudar Serviço Social”, disse.