MISSA EM HOMENAGEM A CARREIROS CELEBROU TRADIÇÃO E FÉ SERTANEJAS NESTE SÁBADO EM TRINDADE

2 de julho de 2022 - Administração

Missa com ritmos sertanejos e som de berrante, teve como tema "Do isolamento ao encontro”, emocionando carreiros, cavaleiros e muladeiros que puderam reviver a devoção ao Divino Pai Eterno após dois anos de pandemia. Atuação da prefeitura foi descrita por religiosos e romeiros como fundamental para estimular a vinda e organizar um desfile como nunca tinham visto em termos de assistência, infraestrutura, acolhimento e segurança para romeiros e visitantes

A tradicional missa em homenagem aos carreiros, cavaleiros e muladeiros durante a Romaria de Trindade, no início da noite de sábado (02/07) fez ecoar sons reverenciando o sagrado existente no universo sertanejo e na devoção que esses homens e mulheres do campo têm sobre o Divino Pai Eterno.

Nas imediações do pátio do Santuário Basílica, onde ocorreu a missa, de longe se podia ouvir a celebração sendo intercalada pelo som de um berrante, de forma emocionante.

Outras canções em ritmo sertanejo foram entoadas enquanto muitos carreiros permaneciam ao pé do altar, segurando as grandes varas utilizadas para tocar os bois atrelados aos carros pelas estradas empoeiradas que eles trilham rumo a Trindade. No altar, objetos como berrantes, selas de cavalo e varões.

Depois de dois anos sem poder participar por causa da pandemia de Covid-19, eles ouviram atentos a homilia proferida pelo padre João Bosco de Deus, pároco da Matriz de Trindade.  A missa, inclusive, teve como tema: "Do isolamento ao encontro".

O prefeito Marden Júnior que fez um intenso contato prévio com os romeiros que viriam para os desfiles durante a Romaria do Divino Pai Eterno, participou da missa com a família, emocionado pelo congraçamento em homenagem aos carreiros, cavaleiro se muladeiros.

“Viemos agradecer, nessa missa, a cada um deles que cumpriu sua missão, valorizando nossas raízes, nossa tradição. É o momento de agradecer a quem se preparou o ano inteiro para vir para nossa cidade e, depois de dois anos de pandemia, manter viva essa tradição”;

 

Vinda de Capelinha, no município de Anicuns, Talita Cristina Goulart Pereira, falou do sentimento de missão cumprida, “e de gratidão após dois anos sem vir à Romaria por causa da pandemia”.

O jovem Matheus Souza Damasceno, de Teresópolis, que vem desde criança na Romaria do Divino Pai Eterno em comitivas de carros de boi, disse que ver a multidão de novo “foi uma bênção”.

Encontro

Antes da missa, houve encontro no auditório da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) reunindo carreiros, religiosos e autoridades municipais. Esse encontro acontece sempre antes da missa dos carreiros para avaliar a tradição que, inclusive, é reconhecida como patrimônio cultural nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

“E um encontro maravilhoso, que serve de orientação para as próximas vindas de carro de boi até Trindade”, afirmou o padre João Bosco de Deus.

Ele salientou que o Iphan está criando um plano de salvaguarda para a romaria dos carreiros e finalizou, classificando como inovadora a atuação da Prefeitura para viabilizar os desfiles este ano, que incluiu encontros em 13 pousos de carreiros de outras cidades e a adoção de medidas como resposta ao que foi apontado por eles.

“A colocação de barricadas para contenção, grande atenção aos carros de boi, essa acolhida mais cedo, foi tudo um trabalho belíssimo do prefeito Marden e de sua equipe”, considerou.

Vindo de Cromínia, o carreiro Carlos César Silva de Paula participou do encontro. Ele avaliou que “foi nota dez a organização da prefeitura. Uma coisa que nunca vimos”.